Quem é e o que faz a Embrião?

A Embrião é uma entidade localizada em Alvorada-RS, fundada em 25/12/2001, que realiza atividades no estado do Rio Grande do Sul com o projeto pedagógico: EducaAção EcoLógica com Xadrez nas Escolas. Já realizou oficinas em Alvorada, Balneário Pinhal, Bento Gonçalves, Cachoeirinha, Campo Bom, Candiota, Canguçu, Canoas, Dois Irmãos, Esteio, Gravataí, Guaíba, Harmonia, Nova Santa Rita, Parobé, Pelotas, Porto Alegre, Rio Grande, São Leopoldo, Sapiranga e Viamão.

Em 2011, nos Jogos Nacionais do SESI - BA,
a ONG mostrou o projeto para empresários de todo o Brasil.

Tem como principal objetivo a educação ambiental de crianças e adolescentes e tem como ferramenta de trabalho o xadrez, incluindo assim de forma lúdica os seus alunos. A organização já foi reconhecida com prêmios como a Medalha João Saldanha (entregue à incentivadores de esportes); Reconhecimento Ambiental - Borboleta Azul (reconhecido pelo Governo do Estado através da Secretaria Estadual do Meio Ambiente) e, por seis anos consecutivos, a Medalha de Responsabilidade Social (Assembléia Legislativa).

Trabalha em parceria com outras instituições e organizações para promover a conscientização e a inclusão. Um dos frutos dessas parcerias foi a bicicleta adaptada, chamada ODKV. Ela foi desenvolvida para deficientes visuais com o intuito de proporcionar a eles a sensação de andar de bicicleta. Desenvolveu também bicicletas especiais para Cadeirantes e Muletantes.

Também recolhe pilhas, baterias e outros lixos tecnológicos, assim como óleo de cozinha usado.

Para mais informações entre em contato por um dos meios citados abaixo:
Telefones:(51)3483-2914 ou (51)9986-7734
E-mails: ongembriao@gmail.com
ou ongembriao2010@gmail.com

Pesquise por matérias:

terça-feira, 23 de outubro de 2012

A ideia era ensinar aos estudantes, por meio do jogo, sobre matemática, sustentabilidade e arte

Da Redação -  Jornal VS

São Leopoldo  - Com o apoio da ONG Embrião, da cidade de Alvorada e dos alunos da Unisinos que fazem parte do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), que trinta alunos da sétima série da Escola Estadual Mário Sperb, aprenderam ontem à tarde a construírem peças gigantes de xadrez usando a técnica chinesa papietagem, que consiste em fazer camadas de jornal e cola sobre um molde para criar uma réplica. A escola já tem tradição no jogo e um tabuleiro gigante, onde os alunos que jogam são as próprias peças. A ideia foi baseada em três eixos: ensinar aos estudantes por meio do jogo sobre matemática, sustentabilidade e arte.

Para o diretor José Ademir Reck, essa também foi uma maneira de incentivá-los a continuar jogando. “São ações como essas que fazem eles pensarem no futuro como um todo, pois existem diversos valores envolvidos. Além disso, o próprio jogo de xadrez faz com que eles trabalhem o raciocínio e a concentração’’, contou ele que ressaltou que os monitores do PIBID passarão a técnica para os alunos que não puderam acompanhar o curso Educa Ação Eco Lógica com Xadrez na Escola foi levado pela ONG a pedido do diretor. “Eu vi a motivação deles pelo jogo de tabuleiro e resolvi buscar atividades ligadas ao jogo. A escola não teve custo algum.’’ Os alunos terão as peças-moldes a disposição até que todas as réplicas estejam prontas.

Sustentável

Intercalando camadas de jornais e folhas de revista com cola caseira sobre moldes gigantes de peças de xadrez, os alunos aos poucos não só vão construindo o próprio jogo como vão aprendendo também sobre sustentabilidade. “É melhor fazer do que comprar, até porque é mais divertido’’, contou o aluno Samuel Luz, 14 anos. A escola que quiser receber as ações da Embrião, deve entrar em contato pelo telefone 3483-2914.


Nenhum comentário: